estúpido
"Ah Aline, o que eu faço da vida agora? Eu tentei te esquecer, juro que tentei, mas existe alguma coisa que me impede, sinceramente acho que ainda tem uma parte sua em mim. Decidi que, pela primeira vez na vida eu vou ser verdadeiro comigo mesmo e a verdade é que eu te amo. Te amo talvez até mais do que antes, acho que é verdade o que dizem sobre dar valor depois que perde… Só que… Não queria ter que te perder pra aprender.
Queria te pedir mais uma chance mas seria muito egoísmo da minha parte, pra você não é surpresa, sabe como eu sou egoísta… Sabe como e sou covarde… Sabe que sou cheio de defeitos e sabe que sou péssimo pra me expressar.
Então eu vou ser direto e reto.
Volta pra mim princesa, seja minha de novo… Me da a chance de ser o cara certo pelo menos uma vez na vida…
Minha menina…"

última tentativa.



"O importante é nunca parar de sonhar."

Renato Russo.

"É como se ninguém realmente se importasse comigo, como se eu fosse um tanto faz na vida de muita gente. Isso realmente dói, me machuca, me faz querer chorar e acima de tudo, me faz entender que está na hora de dizer adeus pra muitas pessoas."

Erronizar.

"Me desculpe! Eu não deveria ter sentido tanto, eu não devia ter dito tanto, talvez eu devesse ter feito pouco, esperado, talvez eu pudesse ter feito dar certo, se tivesse guardado só pra mim. Mas, era meio complicado, sentir tanta coisa, ter tanto a falar, tanto a fazer por nós."

Orquestrando.

Foda-se, os pernilongos me acham gostoso.


É horrível ver um amigo indo embora.



"Não tenha medo dos pontos finais, tenha medo das reticências. Pontos finais deixam claro onde alguém quer chegar, deixa absolutamente obvio o que o individuo quer te dizer. Já as reticências causam dúvidas, revelam um tom de ironia e o máximo de frieza de cada um. Pontos finais chegam a machucar, mas só quem é irônico e frio sabe o tamanho da dor que já sentiu um dia…"

Lembre-se, reticências são três vezes mais fortes que pontos finais